Prefeito de Goiatuba bloqueia Auxílio Emergencial dos cidadãos

0
567

O prefeito de Goiatuba José Alves Vieira, “Zezinho Vieira”, ultrapassou o limite da lei e vem bloqueando junto à justiça de Goiatuba, até mesmo o Auxílio Emergencial dos cidadãos goiatubenses, que tem dívidas com o Município. Uma vergonha, neste momento tão delicado que o país vive, e que o Governo Federal reconhece as dificuldades dos brasileiros e está ajudando-os, para livrar da miséria e da fome, durante o período da pandemia causada pelo coronavirus.

Mesmo no período pré-eleitoral, em que o próprio prefeito “Zezinho Vieira” é pré-candidato a reeleição, ele vem pisoteando e humilhando a população de Goiatuba, até mesmo com Auxílio Emergencial, que é não renda, mas um auxílio, portanto não pode ser desviada para outras finalidades, que não sejam de alimentos e obrigações essenciais.

Mesmo assim, os cidadãos prejudicados com o ato inescrupuloso do Prefeito Zezinho, dizem confiar na justiça e acreditam no desbloqueio do Auxílio Emergencial para passarem este momento difícil da vida.

Denúncias contra o prefeito

Há várias denúncias contra o prefeito de Goiatuba que a justiça não julgou ainda. Algumas delas têm mais de um ano que estão sobre a cautela do Ministério Público. É o caso da Prestação de contas da Festa de Exposição Agropecuária do ano de 2017, em que o prefeito é acusado de super faturar show artístico, que custara R$20.000, 00 e foi super faturado por R$100.000,00, além de vendas de espaços na pecuária aos comerciantes, venda de estacionamento de veículos no pátio da exposição, ingressos de entrada ao pessoal, dentre outros, que o Ministério Público de Goiatuba diz que está investigando, sobre  “Segredo de Justiça”. Há também outra acusação dos vereadores, que denunciam o prefeito sobre o excesso de gastos com a contabilidade pública, que gastou mais de R$3.000.000,00 (três milhões de reais).

Recentemente o vereador Carlos Eduardo, “Japinha” denunciou o prefeito Zezinho Vieira, por celebrar contrato de prestação de serviços de construção de asfalto na cidade, com empresas fantasmas. Inclusive, o próprio vereador Japinha postou vídeo nas redes sociais e também denunciou o prefeito numa emissora de televisão aberta, acusando o prefeito Zezinho de fechar contrato de 12 milhões com as tais empresas fantasmas.