Bolsonaro é internado no Hospital das Forças Armadas, em Brasília.

0
91
O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) deu entrada no HFA (Hospital das Forças Armadas), em Brasília, nesta quarta-feira (14). Segundo o Palácio do Planalto, ele foi submetido a exames para “investigar a causa dos soluços” que tem apresentado nos últimos dias.Ontem, ele se queixou a apoiadores sobre a crise, com a qual disse estar convivendo há 11 dias.
O cirurgião Antônio Luiz Macedo, do Hospital Albert Einstein, em São Paulo, que operou Jair Bolsonaro em 2018, foi chamado a Brasília para também examinar o presidente.
Por orientação médica, o presidente ficará sob observação, no período de 24 a 48 horas, não necessariamente no hospital. Ele está animado e passa bem”, diz a nota da Presidência, divulgada logo cedo.
Uma das causas mais frequentes de soluços excessivos, segundo médicos, é o refluxo gastroesofágico —quando ocorre o retorno do ácido estomacal para o esôfago. Bolsonaro já disse que tem “refluxo no estômago” e, por causa disso, tem “tosses terríveis”, segundo os amigos.
Estresse também é um possível motivo para os soluços. Diante do avanço da CPI da Covid, da instauração de inquérito sobre contratos de vacinas, da queda da popularidade e de outras crises no governo, Bolsonaro tem inflamado o discurso a apoiadores, atacado diretamente o Judiciário, questionado o sistema eleitoral e criticado senadores.
Em setembro de 2018, durante a campanha eleitoral, Bolsonaro foi atingido por uma facada na barriga. Desde então, ele passou por seis intervenções cirúrgicas —nem todas relacionadas a este ferimento. Em uma delas, foi feito um procedimento em razão de ar no estômago.
O que consta na agenda oficial
Mesmo com a sequência de cirurgias e em um momento de delicado de pandemia do coronavírus, o presidente e sua assessoria não costumam divulgar detalhes sobre seu quadro de saúde.
No ano passado, ele lutou juridicamente para não ter de apresentar resultados de exames de covid-19. Bolsonaro também costuma ir a hospitais sem informar em sua agenda oficial.
Ao minimizar a pandemia de coronavírus e os riscos da covid, ele afirmou que tinha “histórico de atleta” e, por isso, não precisaria se preocupar.
A descoberta de que ele havia ido ao HFA hoje aconteceu poucas horas antes de um encontro com os presidentes dos Poderes —o qual aconteceria após Bolsonaro ter intensificado os ataques às instituições democráticas. A reunião foi cancelada. Por volta das 13h, não havia agenda oficial para hoje, 14/07/2021
Fonte: Oul
Edição: Wilson Barbosa – Jornal Cidades
+2
Informe-se na COVID-19: Central de Informações sobre recursos da vacina.
Informações sobre vacinas

 

2 compartilhamentos
Curtir

 

Comentar
Compartilhar