Goiatuba não tem a Rua Ceará e nem a Mato Grosso do Sul.

0
19
A cidade de Goiatuba, no Sul de Goiás, há 180 KM da Capital Goiânia, é uma das cidades modernas do Estado. Ela foi emancipada nos anos de 1900, precisamente no dia 21 de janeiro de 1931. Portanto, tem apenas 90 anos de emancipação política e pode ser considerada uma cidade nova, em relação às outras como Morrinhos, Silvânia, Ipameri, Pirenópolis, Cidade de Goiás…
Goiatuba está a 720 metros acima do nível do mar. Uma cidade considerada, de clima ameno, variando entre 15° a 32° graus. A cidade é bem arejada, com uma brisa suave, especialmente à noite.
As ruas de Goiatuba, em geral, são largas e bem definidas, sem interrupção. O que facilita o fluxo do trânsito, e, certamente a passagem do ar.
Entretanto, o que há de curioso em Goiatuba, são os nomes das ruas do centro da Cidade. As verticais têm nomes dos estados brasileiros e as ruas horizontais, nomes dos rios brasileiros como: Tocantins, Araguaia, Corumbá, Piracanjuba, São Francisco, Amazonas, Juruá, etc.
Assim como os rios conhecidos, todos estados brasileiros foram homenageados, com exceção do Ceará e Mato Grosso Sul, além do Distrito Federal, que não consta como Estado. Mesmo assim, o Estado de Goiás, que deveria ter a rua mais importante com seu nome, foi homenageado com uma travessa de rua, entre a Rua Corumbá e Piracanjuba, pois a Avenida Principal de Goiatuba, leva o nome do ex-presidente Getúlio Vargas, que apesar de ter sido um dos presidentes notáveis do Brasil, a população goiatubense não conhece nenhum benefício, especificamente, feito por ele, para a cidade de Goiatuba.
Mesmo assim, a maioria da população goiatubense, concorda com a homenagem ao Presidente Vargas, que foi um dos presidentes históricos do Brasil e a cidade foi emancipada na era getulista. Mas, acha que o Estado de Goiás merece ter a principal avenida com o seu nome, já que Goiatuba está dentro de Goiás.
Todavia, este assunto cabe a decisão da Câmara de Vereadores, que é o Poder Legislativo, onde passam as leis do Município. E são os vereadores que podem mudar o nome de qualquer órgão público do Município. Para isso, basta criar um projeto de lei, ser votado e aprovado pela maioria.
+7
0
Pessoas alcançadas
2
Engajamentos
Turbinar publicação
2 compartilhamentos
Curtir

 

Comentar
Compartilhar