Polícia Civil prende um dos maiores traficantes de drogas do Brasil.

0
71
A Polícia Civil prendeu Ricardo Cosme, considerado um dos maiores traficantes de drogas do Brasil. Ele foi preso durante uma operação, para desarticular uma quadrilha que traficava drogas para outros estados. Segundo a Polícia Civil, Ricardo foi preso em Cuiabá, onde também foram feitas buscas em sua residência. Além dele, outras 11 (onze) pessoas também foram presas, durante a ação da polícia realizada em Goiás, Mato Grosso, Rio Grande do Norte e Distrito Federal. Os suspeitos seriam participantes de uma quadrilha de tráfico interestadual de drogas.
As investigações começaram e janeiro de 2020 e apontaram que o grupo tinha um sofisticado esquema de transporte e distribuição de cocaína pura, pasta base de cocaína e skunk. A droga, oriunda do Mato Grosso, era transportada em fundos falsos de camionetas até Goiás, onde era armazenada, e parte permanecia no Estado e a outra era redistribuída para o Distrito Federal e o Nordeste, principalmente para o Rio Grande do Norte.
De acordo com a polícia, em 2020, quatro carregamentos do grupo foram apreendidos, num total de 420 kg de cocaína e 150 de skunk. Porém, estima-se que pelo menos 2 mil kg de cocaína pura tenham sido disseminados pela organização, no período, que rapidamente substituía os motoristas presos, dando sequência ao tráfico.
“A longa e complexa investigação evidenciou toda a estrutura da organização, expondo os núcleos de fornecimento, que vendia a droga na origem da logística e transporte, formado por mecânicos que criavam os fundos falsos nas camionetas e pelos motoristas, além de seus coordenadores, financeiro, que articulava o fluxo dos pagamentos pela droga e de adquirentes, que redistribuíam o entorpecente para outros traficantes atacadistas”, informou o delegado Vinícius Teles, responsável pelo caso.
Em uma das apreensões, 200kg de cocaína foram encontradas em duas camionetas de mesma marca, modelo, ano e cor em outubro do ano passado em São Luís de Montes Belos. Na ocasião, as drogas estavam sendo transportadas para o Mato Grosso e Goiás.
“É um exemplo da meticulosidade e expertise da organização, própria dos grandes atacadistas da cocaína. A mera apreensão da droga, apesar de causar um considerável prejuízo, não alterava em nada o esquema criminoso. Pois, no mês seguinte outro motorista era cooptado e a distribuição continuava. Agora, com essas 14 prisões, estamos certos de que toda a engrenagem foi atingida. As pessoas presas hoje estão desde o ápice à base da organização”, disse o delegado.
A Operação foi denominada de Déja Vu, uma expressão francesa que significa “já visto” e que remonta à Operação Esmeralda, de 2014, quando o grupo liderado por Marcelo Gomes de Oliveira, o Marcelo “Zoi Verde”, então considerado um dos maiores traficantes do Centro Oeste, foi preso. Marcelo foi assassinado em 2017 na Bolívia. Porém, diversos pessoas que trabalhavam com ele integram a organização atual, que se reestruturou, voltando a agir com dinâmica ainda mais apurada e eficaz.
A Polícia Civil informou ainda que 22 mandados de busca e apreensão e 14 de prisão preventiva foram cumpridos durante a operação, além de sequestro de bens e valores no total de R$ 20 milhões.
Fonte: Notícias Goiás
Por Géssica Veloso
Edição: Wilson Barbosa – Jornal Cidades
+2
0
Pessoas alcançadas
2
Engajamentos
Turbinar publicação
2 compartilhamentos
Curtir

 

Comentar
Compartilhar