Conselho aprova contas irregulares da Saúde

Conselho aprova contas irregulares da Saúde

0
590

Por cinco votos a quatro, o Conselho Municipal de Saúde aprovou na última reunião, dia 12 de junho, a prestação de contas irregulares do quadrimestre do ano de 2018, período em que no Secretário Rocha estava à frente da Secretaria do Município.

Mesmo com parecer contrário à aprovação das contas por diversas irregularidades, inclusive a contratação do psicólogo Senhor Nelson, marido da juíza de Direito Sabrina Rampazzo, que foi contratado para trabalhar, mas não apresentou nenhum comprovante de serviço prestado por ele, mesmo assim a Secretaria de Saúde efetuou pagamentos dos seus vencimentos.

Outras irregularidade constada no relatório do Conselho, foi falta de planilhas e controle com gastos de combustível na Secretaria, instalação dos sistemas disponibilizados pelo Governo Federal que foram instalados pela a empresa Prodata, contratada pela Secretaria, dentre outras irregularidades.

Com isso, o contador da Secretaria de Saúde, Senhor Ricardo, foi convocado pelo Conselho a dar explicações sobre esses horrores, e ele comparecer dizendo, a princípio, que o Conselho não tinha poderes para julgar essas contas, mas foi advertido pelo conselheiro Flavio Neves que lhe mostrou a Lei que dá poderes para o Conselho. Desta forma, o contador mudou o discurso dizendo que o Conselho poderia então aprovar as contas, fazendo apenas ressalva dos pontos crítico, imputando as responsabilidades a cada caso citado no relatório. Em seguida, a Secretária Municipal de Saúde senhora Patrícia, apelou para aprovação das contas, dizendo, caso as contas não fossem aprovadas as Emendas Parlamentares não seria aproveitadas e o Município ficaria com muito prejuízo.

Depois desses disso, o presidente do Conselho de Saúde Ailton Américo pôs o relatório da prestação de contas em votação, e a maioria aprovou com RESSALVA, as contas da saúde de Município de Goiatuba.