Ex-secretário denuncia desmatamento de reserva ambiental

0
220

O ex-secretário do Meio Ambiente Ailton Américo denunciou a Prefeitura Municipal de Goiatuba, nesta segunda-feira (14/09), por autorizar o desmatamento da reserva ambiental, nascente do Córrego Chico à Toa. O Córrego nasce numa reserva permanente, dentro da cidade de Goiatuba, bem ao lado da Secretaria do Meio Ambiente e serve várias comunidades rurais ribeirinhas, além da cidade de Itumbiara. Pois o Córrego Chico à Toa, encontra com o Córrego Lajeado, forma o Ribeirão Ponte Lavrada, que encontra com o Ribeirão Desemboque e forma o Riacho Santa Maria, abastecendo de água, a cidade de Itumbiara.

A Nascente do Córrego Chico à Toa vinha sendo preservada a mais de 10 anos, desde que o ex-secretário Ailton Américo fez a preservação da área, plantando mudas de árvores e cercou o local.

As árvores foram plantadas pela a comunidade goiatubense, inclusive, com participação das escolas do Município, dentre outros voluntários. Mas, por interesse particular, a área ambiental estava sendo devastada cruelmente, pois pertence a uma emissora de rádio, que recebeu a doação da Prefeitura, há mais de 30 (trinta) anos, para instalar no local, a sua antena de transmissão de sinal.

Entretanto, o proprietário da emissora, já havia sido notificado pelo Ministério Público, sobre o desmatamento, e na época, foi feito um Termo de Ajuste de Conduta entre a emissora, a Prefeitura de Goiatuba e o Ministério Público. Porém, após este TAC,  há mais de 10 (dez) anos, a emissora fez o desmatamento.

E ao saber do desmatamento irregular, o ex-secretário Ailton Américo fez denúncia ao Ministério Público de Goiatuba, à polícia civil e também, ao próprio prefeito José Alves Vieira. E com isso, o desmatamento foi embargado.

O Secretário Municipal do Meio Ambiente Silas Buzaim afirmou que a área é uma Reserva Permanente do Meio Ambiente. Ele disse também, que é preciso verificar se a área está no Plano Diretor do Município, mas adiantou que se esta área estiver em nome de particular, a Prefeitura perde o controle, e por isso deve fazer outros procedimentos para o ter domínio deste terreno. Desta forma, a Prefeitura pode fazer uma permuta de outra área e a desapropriação para resolver o problema. Mas, isso depende do próprio prefeito, disse o secretário Silas Buzaim.

Já o proprietário da emissora, que mora na cidade de Itumbiara, disse que o desmatamento feito, não compromete a nascente, pois a área desmatada é pequena, disse ele.